NOTÍCIAS

Saiba mais sobre política nacional e tipos de lixo

18/05/2014

A Política Nacional de Resíduos Sólidos

- Extinção de lixões e substituição por aterros sanitários.

- Coleta seletiva e separação dos itens por sua natureza (metal, plástico, papel ou seco e úmido, situação a ser definida por cada plano municipal).

- Logística reversa: na compra de um item, devolver a embalagem ou o próprio item (uma lâmpada queimada por uma nova), para que o fabricante possa reciclar o reutilizar o material na cadeia produtiva.

 

Para onde vai o lixo da Grande Belém?

- 27,1% aterros sanitários

- 36,2% aterros controlados

- 36,5% lixões

 

O lixo em Belém

- 1.800 toneladas de lixo é a quantidade depositada diariamente no Lixão do aurá.

- 1,3 quilos de lixo é, em média, o quanto cada morador de Belém produz por dia.

- 10,4% do total de lixo produzido fica acumulado pelas ruas da cidade.

- 5% é a média nacional de lixo acumulado em vias públicas.

 

Entenda a diferença

LIXÃO

Grande espaço utilizado apenas para receber lixo. Não há tratamento nem cuidados para reduzir impacto ao ambiente, e pragas como ratos e mosquitos se proliferam livremente.

ATERRO CONTROLADO

Ponto intermediário entre o Lixão e Aterro Sanitário. Aqui o lixo é diariamente coberto por terra, o que reduz o mau cheiro e proliferação de pragas. No entanto, não há cuidados para evitar contaminação do solo.

ATERRO SANITÁRIO

É devidamente estruturado para receber o lixo. O solo é impermeabilizado para evitar contaminação, o lixo recebe aterramento diário com máquinas e sistemas de tubulação captam o gás produzido pelas pilhas de lixo - ele é incinerado ou utilizado para produção de energia.

(Taion Almeida/Diário do Pará)

MAIS NOTICIAS

CIDADE LIMPA

O Brasil do papel moeda

27/07/2014

CIDADE LIMPA

Sonhos no papel

27/07/2014

CIDADE LIMPA

O alumínio e o Brasil

20/07/2014

CIDADE LIMPA

Um coração de lata

20/07/2014