NOTÍCIAS

Etapa nas escolas é encerrada

07/06/2014

(Foto: Ricardo Amanajás )

Ação “Agente do Bem - Cidade Limpa” encerrou etapa de conscientização ambiental em escolas públicas e privadas da RMB, na qual orientou os alunos sobre a importância da reciclagem do material que costuma ir para a lata de lixo

Os “agentes do bem”, do projeto Orgulho de Ser do Pará, estiveram, na manhã de ontem, na Escola Estadual Ramiro Olavo, localizada no bairro da Guanabara, em Ananindeua, ensinando que o lixo pode ser reciclado.

Hoje, os pneus que não servem mais para os veículos costumam parar nas ruas. Por isso, a terceira fase do projeto, com o tema _ Agente do Bem - Cidade Limpa”, reuniu esse material e outros, como palitos de churrasco, cordas e garrafas pet, na escola para mostrar aos jovens que transformação é uma das possibilidades na vida.

“Aqui na nossa escola já estamos fazendo um trabalho de reciclagem de lixo. Com a ampliação da avenida João Paulo II, nossas ruas estão acumulando vários entulhos devido às obras. Nosso projeto interno tem como tema ‘Nosso Planeta Começa na Guanabara’ e vem mostrando aos alunos a importância da produção de materiais através do lixo que vai parar nas ruas e na frente das casas do bairro. O projeto Orgulho vem contribuir mais ainda para a conscientização dos nossos alunos”, explicou Andreza Carvalho, professora de Sociologia. 

A atividade foi dividida em dois momentos. No primeiro, os “agentes do bem” fizeram uma palestra para ensinar a teoria da reciclagem e a importância do meio em que vivemos. Em seguida, foi realizada uma dinâmica. “Aprendi que nem tudo o que vai para o lixo não presta. As coisas podem ser transformadas em vários objetos legais. A escola vem nos ensinado que podemos fazer piões feitos de jornais velhos e que, de uma coisa, várias outras podem ser criadas”, conta Gabriel Ramos, 16 anos, aluno do 2°ano do Ensino Médio.

REALIDADE

Tudo que foi ensinado na manhã ontem os estudantes prometem que será uma realidade daqui pra frente. “Eu vou ensinar meus primos que são menores a fazer esses brinquedos, que são legais e não custam nada, pois basta separar tudo o que serve ou não”, acrescentou Gabriel. 

“Achei muito bom o projeto para conscientizar os alunos. Agora podemos pensar no que se reutilizar. Vamos levar tudo isso para casa e para nossas vidas”, ressaltou Juliana Castro, 17 anos.

A fase “Agente do Bem – Cidade Limpa”, do projeto Orgulho de Ser do Pará, encerrou ontem as ações de educação ambiental e conscientização nas escolas públicas e privadas da Região Metropolitana de Belém. À tarde, as instituições de ensino que receberam as oficinas do projeto, ministradas pelos voluntários da ONG Ação Voluntária, que coordena as atividades, foram a Escola Avante/Pequeno Príncipe, na Augusto Montenegro, e também a Escola Estadual Cristo Rei.

As turmas do 4º e do 5º ano da Escola Avante/Pequeno Príncipe participaram das oficinas ministradas por duas voluntárias do projeto. Ao todo, 37 alunos tiveram a oportunidade aprender e praticar a reciclagem e reaproveitamento de materiais que muitas vezes são jogados no lixo. 

Com apenas 9 anos, a aluna do 5º ano Luana de Lima Sena já se mostra engajada na causa ambiental. “A gente pode fazer várias coisas com garrafas pet, jornais, palitos e caixas de sapato. Todo mundo tem que saber reciclar para não acontecerem as enchentes que passam na televisão”, declara.

(Roberta Paraense e Pryscila Soares/Diário do Pará)

 

AGENTE DO BEM

Na segunda fase do projeto, uma exposição deve ser montada em um shopping de Belém com esses materiais.

MAIS NOTICIAS

CIDADE LIMPA

O Brasil do papel moeda

27/07/2014

CIDADE LIMPA

Sonhos no papel

27/07/2014

CIDADE LIMPA

O alumínio e o Brasil

20/07/2014

CIDADE LIMPA

Um coração de lata

20/07/2014